_____________________________________

Cidade Nua

Frederico Alexandre da Silva Amitrano Ando no meio da rua Vagando ainda na sua E tentando me perder Me procuro em você Meu amor, eu sei, eu não vou lhe esquecer   No ar, no céu, no som vejo sua imagem Não sei se é miragem ou assombração Ao ar, ao léu, em vão essa […]

Read more...

Falo

Frederico Alexandre da Silva Amitrano Falo ou não falo? Não falo ou falo? Essa e a luta Lutar pelo falo Falo ou não falo? Não falo ou falo? Esse e o desejo Possuir o falo Quem manda tem falo Quem desmanda, também Há mulheres com falo Alguns homens não têm As bandeiras são falos Nos […]

Read more...

Saudade

Frederico Alexandre da Silva Amitrano Saudade é ler Os poemas de um poeta morto Saudade é um barco que sai do porto Saudade é sentir a dor da despedida Saudade é chorar na partida Saudade é voltar sozinho A um inesquecível lugar Saudade é ir pra nunca mais voltar Saudade é cantar uma antiga canção […]

Read more...

Transferência

Frederico Alexandre da Silva Amitrano O que será que ele pensa Quando fica assim tão sério? Há um véu de mistério Que me deixa um pouco tensa… Quem será que ele é? Será que é casado? Viúvo? Divorciado? Será que tem filhos? Mulher? Quem será que ele é? Ou melhor, quem será que ele é […]

Read more...

Almas Enluaradas

Carlos Villar (Poeta Brasileiro falecido em 1998 e amigo íntimo de Frederico Amitrano) Deus os chamou para a mesma caminhada Unidos nesse mistério Uma alma na outra embalsamada Um mistério no outro mistério Dentro de suas almas enluaradas Canta uma doce canção, o saltério Uma com a outra marcada Num compromisso solene e sério. Desfaçam-se […]

Read more...
 Page 5 of 8  « First  ... « 3  4  5  6  7 » ...  Last »