Poesia Livre

Poesia Livre

 

Ninguém prende a poesia

Nem polícia,  nem vigia

Ela é livre como o dia

Ilumina, irradia

Não precisa de RG

Sem qualquer burocracia

Ela cruza continentes

Ela alcança etnias

Poesia é coisa urgente

Ninguém prende, nem vigia

Muda até os pensamentos,

Sentimentos, ela cria!

Ela é muito poderosa

Ela sopra ventania

E derruba fortalezas

Que beleza é a poesia

Toda prosa, toda prosa

Quem diria? Quem diria?

Livre,  linda e majestosa

Ninguém prende a poesia

 

Pode-se ler também de baixo para cima

 

Obra registrada na Biblioteca Nacional

Atualmente não há comentários relativos a este artigo. Você tem uma honra especial para ser o primeiro comentarista. Obrigado!

Deixe um comentário