Vade Retro

Deus me livre de ti

“Vade retro”

Sai daqui!

Do meu teto

Vai, zumbi

Mãe do engano, coisa ruim

Pé de pato ! Mangalô!

Coisa feita,  sai de mim!

Tá amarrado! Tá um horror!

Te esconjuro,  repreendo

De pés juntos, me arrependo

Lavo a boca com ungüento

Se algum dia em algum momento

Te chamei de meu amor

 

 

 

Obra Registrada na Biblioteca Nacional

Atualmente não há comentários relativos a este artigo. Você tem uma honra especial para ser o primeiro comentarista. Obrigado!

Deixe um comentário