A Dor da Vida

-Doutor,  tô com uma dor não sei onde

Que dói não sei porquê

E começa não sei quando

Tão  difícil de entender

Explicar, eu não sei como

Se tentar, nem sei dizer…

Ela é aguda mas é grave

Dor profunda

Dor doída…

 

-Ah,  essa dor que me relatas

Eu também conheço bem

Começa quando nascemos

Por isso, chora o neném

Dor terrível, dor humana

Quem é gente sempre tem

Às vezes aplaca, mas retorna

Já matou a mais de cem

Dor renhida, dolorida

Ela é muito conhecida

Como a forte dor da vida

 

 

Obra Registrada na Biblioteca Nacional

Atualmente não há comentários relativos a este artigo. Você tem uma honra especial para ser o primeiro comentarista. Obrigado!

Deixe um comentário