Uma Prosa Sobre o Passado

 

O meu passado é feito de sons, imagens e cheiros.

Sim, tenho uma memória olfativa muito apurada…

Um aroma ancora a minha alma para sempre …

Também arquivo as minhas lembranças nas pastinhas das estações:

tem recordações do inverno,  da primavera, do verão… As do outono são as melhores! Passeios ecológicos,  páscoa,  dia das mães…

Ah, minha mãe.. E é claro,  meu amado pai…

Trago vivo em meu peito, gente que a morte fez questão de levar!

Ela não manda no meu peito, pelo menos, enquanto bate um coração!

O meu passado volta nos meus sonhos e escorre dos meus olhos

e esvai-se no rio do nada…

Um dia, muitas vezes, tem a cara de outro e isso me dá a sensação de viver em outra dimensão.

O tempo e o lugar só se encontram uma vez e depois, nunca mais…

Aliás,  “nunca” e “mais” são duas palavras tão antagônicas que não deveriam se encontrar…

Saudade é a saúde da alma… Dizem que só tem em português,  mas eu sei que o mundo todo sente.

E o que dizer dos amores da vida? Claro, jamais me esquecerei de nenhum deles. Todos foram pra sempre,  e hoje eu sei que “pra sempre” é um momento eternizado no coração.

Me lembro de tanta coisa que quase não me lembro de nada… Casas, filhos, amigos… Onde estão meus amigos? Sabe, já tive “melhores amigos” desde o jardim de infância! Será que eles se lembram de mim? Espero que sim.

E assim segue a vida. Cheia de lembranças, sons, imagens e cheiros… Pra onde será que vai tudo isso? Qual o sentido de tudo? Talvez seja simplesmente mostrar que ainda somos humanos…

 

OBRA REGISTRADA VIA BLOCKCHAIN

 

Atualmente não há comentários relativos a este artigo. Você tem uma honra especial para ser o primeiro comentarista. Obrigado!

Deixe um comentário