Infindo

 

Meus amados estão indo
Meu passado, se diluindo
Meu futuro, diminuindo
Só me resta ir seguindo
Como que me despedindo
Pois viver, embora, lindo
É como um trem que está saindo
E no horizonte vai sumindo
Em cada parada, uns vão subindo
Tantos outros vão partindo
E eu vou chorando e vou sorrindo
De amar, eu nunca findo
Só queria ser infindo

 

Obra registrada e todos os direitos reservados

Atualmente não há comentários relativos a este artigo. Você tem uma honra especial para ser o primeiro comentarista. Obrigado!

Deixe um comentário