Sepultado Vivo

Ei, o que você está fazendo?

Por que está me amarrando assim?

Por que está vendando os meus olhos?

Não me amordace! Não jogue terra sobre mim!

Não me enterre vivo!

Tudo bem… Não vou mais reclamar

Ficarei aqui, quietinho desse jeito

Amarrado

Sepultado no seu peito

Até o dia em que você decidir me libertar

 

 

Obra registrada na Biblioteca Nacional

Atualmente não há comentários relativos a este artigo. Você tem uma honra especial para ser o primeiro comentarista. Obrigado!

Deixe um comentário